Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Voz do Pároco Liturgia Expediente Fale Conosco
 
 
Home | Pastoral da Liturgia

O AMÉM

Sabemos que na Missa temos o Sacerdote, que celebra e preside a Missa, tendo sua parte bem definida, temos os leitores que lêem as Sagradas Escrituras, temos o animador ou comentarista, que auxilia na orientações dos momentos litúrgicos, temos o coral que canta, os Ministros Extraordinários da Comunhão Eucarística, que auxiliam o Sacerdote na distribuição da Sagrada Comunhão.
 
Além, de todas estas funções e outras, temos algo fundamental para a Celebração, algo que é o verdadeiro motivo pelo qual Jesus Cristo se entregou na Cruz por nós, que é o seu povo reunido, a sua Assembleia, as suas ovelhas que vão a Missa convocadas pelo Bom Pastor que é Cristo.
 
A Assembleia é algo importantíssimo, é o próprio desejo de Cristo. Por isso, o povo de Deus convocado e reunido deve estar dentro da celebração litúrgica dentro de alguns conformes, devem compreender o seu papel, a sua importância, porém, devem estar a postos de maneira que não seja elemento contrastante das celebrações, a Assembleia que se reúne se reúne em torno do Cristo vivo, Senhor Nosso.
 
Para que a Assembleia não seja confundida com outros elementos da Celebração ou para que não seja colocada como sendo o próprio centro da Celebração, já que o centro é quem nos convoca, Jesus Cristo. Para que nos sintamos como um povo convocado por Jesus, devemos nos portar de tal forma. Estamos esquecendo de que não podemos nos emendar com o Sacerdote que faz orações próprias dele.
 
Devemos por nos em escuta, ouvir e aceitar o que o Sacerdote nos diz ou o que ele diz a Deus, então nós como Assembleia, em um coro uníssono devemos responder, do fundo do coração o nosso "Amém".
 
O amém, que significa assim seja, deve ter em si todo o seu peso, não por ser uma única palavra que não há em si, principalmente dentro das celebrações, seu peso, que deve refletir em nossa vida cristã inteira.
 
Seja o vosso sim, sim e o vosso não, não nos ensinava Jesus. Que o nosso amém seja o nosso amém, como assembleia, humilde, reunida em torno do Salvador no Santo Sacrifício do Altar, ouçamos atentamente as palavras dirigidas pela Igreja a Deus e respondamos com amor o nosso amém.
 

Não rezemos junto com o Sacerdote, para que o nosso amém seja apagado ou passe despercebido. Saibamos escutar, saibamos sentir a presença de Deus, saibamos dar motivos aos seus desígnios e vontade. Seja feito a vontade de Deus, não a nossa, por isso, em tudo que é da vontade de Deus digamos amém.

Escrito por João Batista, 18/11/2010.

Fonte: http://www.movimentoliturgico.com.br

 
Enviar Notícia
 
  » Agenda  
  » Horário das Missas  
  » Avisos  
Edições passadas >>
 
 
 
 
 
 
  " Não ame pela beleza, pois um dia ela acaba; não ame por admiração, pois um dia você se decepciona; não ame por dinheiro, porque um dia ele também acaba. Ame apenas... Pois o tempo nunca pode acabar com um amor sem explicação."
Madre Teresa de Calcutá
 
 

PARÓQUIA SÃO BRAZ
Rua Antônio Escorsin, 1840
São Braz
Curitiba - PR

Fone: (41) 3024-1310

 
Projeto: Cristãos on-line   Desenvolvido por: Midia Essencial