Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Voz do Pároco Liturgia Expediente Fale Conosco
 
 
Home | Pastoral da Liturgia

OBJETOS SAGRADOS

DIVERSIDADE DE ELEMENTOS E OBJETOS SAGRADOS.

1) ASPERGE:

a) Objeto de metal em forma de pequeno bastão para borrifar água nos fiéis.
b) Em alguns casos a forma do asperge faz dele o próprio recipiente de água.
c) Também chamado aspersório ou hissopo.

2) A TRIL : Estante de madeira ou de metal, sobre a qual se põe o Missal. Pode ser substituído por uma almofada.

3) ÁGUA: Elemento natural primordial com características positivas (nascimento e regeneração) e negativas (morte e purificação) como na liturgia batismal .

4) ÁGUA BENTA:

a) Um dos sacramentais da Igreja, como sinal de purificação.
b) A bênção da água é rito solene na Vigília Pascal , em rito menos solene na celebração do Batismo.
c) A água que sobra pode ser distribuída ou posta em vasos de plantas, nunca
jogada fora, como sinal sagrado.

5) BOLSA: Objeto quadrado feito de papelão duro, revestido com tecido de cor litúrgica , composto de duas partes, possuindo uma abertura num dos lados para colocar o corporal.

6) CINZA:

a) Simboliza o pecado e a fragilidade humana, por isso, é sinal de penitência e conversão.
b) Sinal de reconhecimento do homem.. U és pó e a ele voltarás" , reconhecendo o seu nada.
c) O rito da imposição das cinzas se dá no início da Quaresma .
d) As cinzas devem ser feitas das palmas usadas no Domingo de Ramos do ano anterior . e) O rito das cinzas não é um caráter mágico que cancela os pecados cometidos, antes, deve gerar uma disposição de conversão.

7) CORPORAL:

a) Sagrado linho (aprox. 50 cm de lado) que se estende sobre a toalha do altar, para depor a patena , cálice e as âmbulas na celebração eucarística e o ostensório para exposição do Ssmo.
b) Vem do latim corpus e evoca o Corpo de Cristo.
c) Simboliza o Santo Sudário e é o mais antigo de todos os paramentos.
d) No século IX era a própria toalha estendida sobre o altar.
8) COBRE - CÁLICE:

Pano quadrado que é colocado por cima da pala, de forma que o cálice fique coberto. É feito com as cores litúrgicas .

9) CONOPEU:

a) Vem de chonopéion = cortina.
b) Véu que cobria o tabernáculo e o cálice e a patena . Caiu em desuso após o Vaticano /I (uso facultativo) .
c) Indica que o que está sob ele pertence a ordem diferente das ... coisas comuns.
d) Relembra os cortinados que cobriam a Arca da Aliança dos hebreus .

10) CREDÊNCIA:

a) Mesinha que serve para acolher os objetos concernentes à eucaristia.
b) É bom que sua altura seja inferior a do altar, e se possível, que faça parte da própria parede ou do grande banco da presidência.
c) Deve ser posta à direita do celebrante .
d) Se pode completar a purificação depois da comunhão.

11) CRUZ PROCESSIONAL :

a) Em torno de 0,30 a 0,50 cm presa a uma haste de mais ou menos 2m , de qualquer material. b) Terá a figura de Cristo morto ou ressuscitado, ou pedras que indiquem as chagas, dando-lhe o estandarte de vitória.
c) Deve estar no presbitério por marcar o lugar dirigido pelo Vitorioso.
d) Faz parte dos elementos principais do presbitério com o altar, ambão e sédia .
e)Usada em procissões, missas festivas e solenidades.

12) CALDElRINHA : Pequeno recipiente de metal para receber água benta, usado juntamente com o aspersório.

13) CÍRIO PASCAL:
a) É o Lumen Christi , o Ressuscitado, a nova coluna de fogo (Ex 13,21-22) , a luz nova.
b) Deve ser de cera de 1 m de altura e 0,1 Ocm de diâmetro.
c)Permanece aceso durante o tempo pascal no presbitério e no tempo comum permanece junto à fonte batismal .
d) É usado nos batizados e exéquias.

14) CASTIÇAL:

a) É base utilizada para colocar velas.
b) A Menorá é o castiçal de origem judaica.. seu símbolo representa a luz plena, do Espírito Santo e árvore da vida.

15) CRUZ: Sinal de vitória após a morte de Cristo. No século V , aparecem as primeiras representações do Crucificado.

16) FOGO:

a) Entre os elementos naturais o fogo é fonte de luz e calor.
b) O mais importante é o fogo novo tirado na noite da Vigília Pascal representando Cristo - luz.. daí o primeiro nome dos cristãos: ILUMINADOS.

17) FALSDITÓRIO : Vem de Faltstuhl = cadeira desmontável . Cadeira móvel, sem encosto, recoberta por um tecido da cor litúrgica do dia e é usada pelo bispo na ausência da cátedra.

18) GALHETAS: Também chamadas Ámula , no diminutivo. Vasos de prata, estanho ou vidro destinado à conservação dos santos óleos e do vinho e da água para a eucaristia. São mencionadas pela primeira vez no século V .

19) HÓSTIA:

a) A palavra vem do latim e significa: a vitima a ser sacrificada (cf Ef 5,2 .. 1 Pd 2,5) .
b) Delgado disco de farinha e água.
c) Representa o pão ázimo da Páscoa dos
judeus.
d) Tem a hóstia grande da medida da patena e as pequenas chamadas partículas, que serão transformadas no Corpo do Senhor.

20) INCENSO:

a) Seu simbolismo (oração) aparece no SI 140,2 : " Como incenso suba a Ti a minha prece ".
b) Sempre foi usado no Oriente, sendo no Ocidente habitual só no século IX-X.
c) Incensar em forma de cruz representa uma unção para Deus e sacrifício, em forma circular tem sentido de pertença, sobre as ofertas, cadáveres etc .
d) Após o Vaticano /I seu uso ficou facultativo.
e) Incensam-se o altar, a cruz, o Evangeliário , as ofertas, o celebrante (reverência) , a assembléia e o próprio Cristo sacramentado (adoração) .
f) É usual na bênção do Santíssimo , nas vésperas solenes, exéquias etc.
g) É sinal de divindade, como foi ofertado a Cristo pelos Magos.
h) São grãos feitos de uma goma perfumada extraída de árvores.
i) A bênção do incenso em turíbulo é um sacramental.

21) LUNETA: Objeto em forma de meia-lua onde se fixa a Santa Hóstia dentro do ostensório .

22) LÂMPADA: Significa a presença da Sagrado e Divino. Corresponde à vigilância cristã

23) MANUSTÉRGIO:

a) Chamada mappula ou guardanapo servia para enxugar os dedos e boca nos banquetes imperiais, tornando-se artigo de luxo.
b) Pequena toalha para enxugar os dedos no ofertório .

24) MATRACA:

a) Tábua com um martelinho que bate dos dois lados, usada na Quinta e Sexta-feira Santas substituindo as campainhas.
b) Cinco toques da matraca eqüivale ao toque contínuo das campainhas, e os três toques lentos aos três das campainhas.
c) Simboliza as marteladas que pregaram Jesus na Cruz e origina-se de simantron , tábua em que se batia com um martelo.

25) MENORÁ:

a) Castiçal de origem hebraica , que caiu em desuso no tempo da Inquisição , retomando seu sentido após o Vaticano II.
b) É símbolo próprio do Espírito Santo e da luz plena.

26) NA VETA:

a) Pequeno recipiente para guardar os grãos de incenso, é usada junto com o turíbulo . Sua forma de nave faz derivar o seu nome.
b) É administrada pelo turiferário da esquerda, que serve o incenso por meio de uma colherinha.

27) ÓLEO:

a) É sinal de força e coragem e a sua unção significa bênção , consagração, reconhecimento da parte de Deus e distinção diante dos homens.
b) É símbolo do Espírito de Deus (Lc 4,18 ,. At 10,38) que salva e cura (o óleo dos sacramentos). O óleo impregna o corpo e o Espírito a alma.
c) São três os óleos que o bispo benze na missa do crisma: do Crisma, dos Catecúmenos e dos Enfermos,. a serem utilizados nas celebrações do Batismo, Crisma, Unção dos Enfermos e Ordenação.
d) A planta que oferece o óleo é a oliveira e a palmeira misturado com bálsamo.

28) PALA:

a) A palavra origina-se de " palliare = esconder, cobrir; e de Upala = cortina.
b) Quadrado forrado de pano branco e de linho, com o qual se cobre o cálice. É arranjada em cima da patena .

29) PÃO:

a) É símbolo de alimento e vida e é feito de farinha de trigo pura e sem fermento.
b) A transformação do pão no Corpo do Senhor chama-se TRANSUBSTANCIAÇÃO.
c) Exprime, por ser alimento, a união intima entre Deus e o homem.
d) No sentido humano significa o trabalho e a capacidade de transformar do
homem se assemelhando a Deus. .

30) SANGUÍNEO:

a) Pequeno pano de linho mais estreito, reservado para a purificação do cálice, da patena e da âmbula vazia após a comunhão e para o sacerdote enxugar os lábios e os dedos.
b) É o primeiro objeto a ser arranjado no cálice.

31) SINO:

a) Deriva-se de "signum" = sinal, no qual se dava o sinal para os ofícios na Igreja.
b) Feito da fundição de cobre e estanho, onde o som do metal é a voz do Sagrado.
c) Era usado nas franjas das roupas do sacerdote no AT ; sendo seu uso no cristianismo após séc. IV .
d) É símbolo da convocação do povo de Deus para ouvir sua Palavra e celebrar os seus mistérios. e) É usado em partes da missa, em procissões,bênção do Ssmo. , anuncia a morte do cristão, etc.
 
32) SACRÁRIO:

a) Lugar do Sagrado, para guardar as reservas da eucaristia na Capela do Santíssimo .
b) Sua dimensão básica consiste em 0,20 x 0,20 ou 0,30 x 0,30 .
c) Seja inamovível , construído de matéria sólida e não - transparente, e fechado (cf. CDC 938-§3)

33) TURÍBULO :

a) Defumador de metal; preso a três correntes, munido de carvão para receber o incenso. No A T seu uso era no momento do sacrifício junto ao Santo dos Santos .
b) Cada impulso para frente dado pelo turíbulo chama-se "ductus" . Segura-se disco do turíbulo com a esquerda e com a direita o faz balançar nas correntes.

34) TOALHA: Deve se reduzir ao tamanho da mesa (parte superior) ou cair dos lados não decepando a visão do altar.

35) UMBELA : Pálio pequeno, semelhante ao guarda - sol.

36) VINHO:

a) Símbolo da presença do Esposo que constitui alegria e felicidade e do Sangue de Cristo.
b) Deve ser de uva pura e natural, sem mistura de substâncias e não deve azedar para o uso da celebração eucarística.
c) Deve nos lembrar que nós temos sede de Deus.

37) VELA: Sinal de festa, alegria e fé e símbolo da luz e da consagração.
 
 
Enviar Notícia
 
  » Agenda  
  » Horário das Missas  
  » Avisos  
Edições passadas >>
 
 
 
 
 
 
  " "Quanto melhor é uma pessoa, mais incomoda as pessoas más""
Santo Agostinho
 
 

PARÓQUIA SÃO BRAZ
Rua Antônio Escorsin, 1840
São Braz
Curitiba - PR

Fone: (41) 3024-1310

 
Projeto: Cristãos on-line   Desenvolvido por: Midia Essencial