Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Voz do Pároco Liturgia Expediente Fale Conosco
 
 
Home | Liturgia

RITOS FINAIS

Ritos Finais

"O rito de encerramento da Missa consta fundamentalmente de três elementos: a saudação do sacerdote, a bênção, que em certos dias e ocasiões é enriquecida e expressa pela oração sobre o povo, ou por outra forma mais solene, e a própria despedida, em que se despede a assembléia, afim de que todos voltem ás suas atividades louvando e bendizendo o Senhor com suas boas obras" (IGMR 57).

Para muitos, este momento é um alívio, está cumprido o preceito dominical. Mas para outros, esta parte é o envio, é o início da transformação do compromisso assumido na Missa em gestos e atitudes concretas. Ouvimos a Palavra de Deus e a aceitamos em nossas vidas. Revivemos a Páscoa de Cristo, assumindo também nós esta passagem da morte para a vida e unimo-nos ao sacrifício de Cristo ao reconhecer nossa vida como dom de Deus e orientando-a em sua direção.

Sem demais delongas, este momento é o oportuno para dar-se avisos à comunidade, bem como para as últimas orientações do presidente da celebração. Após, segue-se a bênção do sacerdote e a despedida. Para alguns liturgistas, esse momento é um momento de envio, pois o sacerdote abençoa os fiéis para que estes saiam pelo mundo louvando a Deus com palavras e gestos, contribuindo assim para sua transformação. Vejamos o porquê disso.

Passando a despedida para o latim ela soa da seguinte forma: "Ite, Missa est". Traduzindo-se para o português, soa algo como "Ide, tendes uma bênção e uma missão a cumprir", pois em latim, missa significa missão ou demissão, como também pode significar bênção. Nesse sentido, eucaristia significa bênção, o que não deixa de ser uma realidade, já que através da doação de seu Filho, Deus abençoa toda a humanidade. De posse desta boa-graça dada pelo Pai, os cristãos são re-enviados ao mundo para que se tornem eucaristia, fonte de bênçãos para o próximo. Desse modo a Missa reassume todo seu significado.

(FONTE: www.presbiteros.com.br)

Bibliografia

Beckhäuser, Alberto. A Liturgia da Missa. Teologia e Espiritualidade da Eucaristia. Petropólis, Ed. Vozes, 1993.

Bíblia de Jerusalém. Paulus, 1996.

Paulus, 1996.

Cechinato, Luiz. A Missa Parte por Parte. Petrópolis, Ed. Vozes, 1979.

, Luiz. . Petrópolis, Ed. Vozes, 1979.

Duarte, Luiz Miguel. Liturgia: conheça mais para celebrar melhor. São Paulo, Paulus, 1996.

, Luiz Miguel. São Paulo, Paulus, 1996.

Instrução Geral ao Missal Romano(IGMR).

Góis, João de Deus. Breve Curso de Liturgia. São Paulo, Ed. Loyola, 1987.

, João de Deus. São Paulo, Ed. Loyola, 1987.

Junior, Joviano de Lima. A Eucaristia que Celebramos: explicação popular da Missa. São Paulo, Ed. Paulinas, 1982.

, Joviano de Lima. São Paulo, Ed. Paulinas, 1982.
, Alberto. Petropólis, Ed. Vozes, 1993. Paulus, 1996. , Luiz. . Petrópolis, Ed. Vozes, 1979. , Luiz Miguel. São Paulo, Paulus, 1996. , João de Deus. São Paulo, Ed. Loyola, 1987. , Joviano de Lima. São Paulo, Ed. Paulinas, 1982.

Schnitzler, Theodor. Missa, mensagem de vida: entenda a missa para participar melhor. São Paulo, Ed. Paulinas, 1978.

, Theodor. São Paulo, Ed. Paulinas, 1978.
 
Enviar Notícia
 
  » Agenda  
  » Horário das Missas  
  » Avisos  
Edições passadas >>
 
 
 
 
 
 
  " "Se fores aquilo que Deus quer colocareis fogo no mundo""
Santa Catarina de Sena
 
 

PARÓQUIA SÃO BRAZ
Rua Antônio Escorsin, 1840
São Braz
Curitiba - PR

Fone: (41) 3024-1310

 
Projeto: Cristãos on-line   Desenvolvido por: Midia Essencial